Sucessão geracional na agricultura familiar: lições apreendidas em duas comunidades rurais

  • Manoel Adir Kischener
  • Norma Kiyota
  • Miguel Angelo Perondi

Resumen

O novo padrão de modernização da agricultura e do rural, que vigora na maior parte das regiões rurais do Brasil, também se faz presente no Sudoeste do Paraná. Assim, considerando as marcas deixadas por esse processo, procurou-se verificar quais foram os fatores que interferiram na sucessão geracional e passaram a influenciar a estratégia de reprodução social da agricultura familiar. Para tanto, a partir de uma abordagem qualitativa, esta pesquisa procurou comparar duas comunidades rurais estabelecendo 25 entrevistas cada e duas sessões de grupo focal. Dos resultados deste estudo, percebeu-se que os fatores que favorecem a permanência dos jovens no meio rural foram, principalmente: a renda, a convivência na comunidade e a inclusão dos projetos de vida dos filhos nas estratégias de reprodução social da família.

Descargas

Los datos de descarga aún no están disponibles.

Biografía del autor

Manoel Adir Kischener
Bacharel e Licenciado em História, Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR), da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
Publicado
Mar 10, 2016
Cómo citar
Kischener, M., Kiyota, N., & Perondi, M. (2016). Sucessão geracional na agricultura familiar: lições apreendidas em duas comunidades rurais. Mundo Agrario, 16(33). Consultado de http://www.mundoagrario.unlp.edu.ar/article/view/MAv16n33a07/7143
Sección
Artículos

Palabras clave

Agricultura familiar; Sucessão geracional; História da agricultura; Sudoeste do Paraná