Índios, Moradores e Câmaras Municipais: etnicidade e conflitos agrários no Rio de Janerio e no Espírito Santo (séculos XVIII e XIX)

  • Maria Regina Celestino de Almeida Universidade Federal Fluminense, (Brasil)
  • Vânia Maria Losada Moreira Universidade Federal Rural do Rio de Janerio, (Brasil)

Resumen

O artigo analisa os processos de extinção das aldeias e terras coletivas indígenas no Rio de Janeiro e no Espírito Santo, de meados do século XVIII ao XIX, com ênfase na atuação política dos índios no sentido de retardá-los. Com base na correspondência entre autoridades, leis, mapas estatísticos e petições dos próprios índios, são abordados os conflitos agrários entre índios, moradores e câmaras municipais, enfocando-se a problemática das controvérsias e discussões sobre etnicidade que tiveram papel central nessas disputas.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2012-12-27
Cómo citar
Celestino de Almeida, M., & Losada Moreira, V. (2012). Índios, Moradores e Câmaras Municipais: etnicidade e conflitos agrários no Rio de Janerio e no Espírito Santo (séculos XVIII e XIX). Mundo Agrario, 13(25). Recuperado a partir de https://www.mundoagrario.unlp.edu.ar/article/view/MAv13n25a08
Sección
Dossier: Lo agrario en los siglos XVIII y XIX en la América Latina: pueblos indios