Os Conceitos Normatizados pela Legislação e a Interpretação da Estrutura Agrária e Fundiária no Brasil

  • Alcione Talaska Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC., (Brasil)
  • Virginia Elisabeta Etges Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR)., (Brasil)

Resumen

Considerando a legislação agrária dos últimos 50 anos, este artigo expressa o objetivo de identificar e descrever os conceitos que são utilizados para a caracterização e compreensão do espaço agrário brasileiro. Evidenciamos, nesse contexto, um processo de modificação nas leis, que suprimiu os conceitos de latifúndio e minifúndio, que criou conceitos de pequena e média propriedade, propriedade produtiva e agricultura familiar, mas que ignorou a elaboração de outras importantes definições: grande propriedade e agricultura patronal. Essa substituição dos conceitos interpretativos limita a compreensão da dinâmica agrária brasileira, especialmente, se levarmos em conta o processo contraditório do desenvolvimento do capitalismo no campo, no Brasil.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor

Alcione Talaska, Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC.

Geógrafo, mestre e doutorando no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, na Universidade de Santa Cruz do Sul, Brasil. É bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES.

Virginia Elisabeta Etges, Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR).

Geógrafa, doutora em Geografia, professora e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional, na Universidade de Santa Cruz do Sul, Brasil. 

Publicado
2016-03-10
Cómo citar
Talaska, A., & Etges, V. (2016). Os Conceitos Normatizados pela Legislação e a Interpretação da Estrutura Agrária e Fundiária no Brasil. Mundo Agrario, 16(33). Recuperado a partir de https://www.mundoagrario.unlp.edu.ar/article/view/MAv16n33a10
Sección
Comunicaciones